FAQ

Cédula PROCAFD

Para que serve a Cédula PROCAFD?

A Cédula PROCAFD, ou seja Cédula para Profissionais Responsáveis pela Orientação e Condução do Exercício de Actividades Físicas e Desportivas, não abrange outras áreas de intervenção, tal como os formandos que fazem os cursos de massagem.
Esta Cédula destina-se apenas a quem pretende trabalhar na orientação de actividades físicas na área do fitness no âmbito de ginásios, piscinas, healthclubs, etc, e pode ser obtida junto do IDP- Instituto do Desporto de Portugal, realizando um curso de Instrutor do CEFAD ou através do CET de Técnico de Exercício Físico e Animação Desportiva. Para leitura integral, consultar o Decreto-Lei n.º 271/09 de 1 de Outubro.

Inscrições, Preços e Pré-Requisitos

Quais os preços dos cursos?

Os preços dos cursos são muito variados em função das diferentes cargas horárias dos cursos e como tal são fornecidos preferencialmente por telefone, ao balcão ou por email para a delegação mais próxima.
Existem ainda promoções e descontos que podem estar a decorrer no momento do seu contacto.

Como posso inscrever-me num curso de formação?

A inscrição poderá ser efectuada por email ou pessoalmente.
Para se inscrever por email, envie o comprovativo de pagamento para  delegação em interesse, referindo o seu nome, telefone, curso e modalidade de pagamento.

Quais os pré-requisitos para fazer um curso no CEFAD?

São pré-requisitos para realizar um curso no CEFAD:

  • Ter idade mínima de 16 anos.
  • Querer iniciar uma carreira profissional na área do desporto, fitness, turismo, massagem ou estética.

Ter a escolaridade mínima obrigatória de acordo com o seguinte critério:

  • Até 31 de Dezembro de 1966: 4 anos de escolaridade
  • Entre 1 de Janeiro de 1967 e 31 de Dezembro de 1980: 6 anos de escolaridade
  • A partir de 1 de Janeiro de 1981: 9 anos de escolaridade
Inscrevi-me na página de inscrições do CEFAD, mas ainda não recebi a confirmação. O que devo fazer?

Deverá receber a confirmação dentro de 2 a 5 dias úteis, após o envio da inscrição, assim como as informações sobre condições de pagamento. Caso não receba a nossa resposta, entre em contacto com o CEFAD para mais esclarecimentos.

VEJA A RESPOSTA ÀS QUESTÕES MAIS IMPORTANTES

AS FAQ são as respostas às questões mais frequentes.

Nos tópicos seguintes encontrará provavelmente todos os esclarecimentos de que precisa para decidir se faz ou não um curso no CEFAD.

O CEFAD deseja-lhe as maiores felicidades.

Descontos e Pagamentos

Obtenho descontos se participar em vários cursos?

O CEFAD oferece um Desconto de 50,00€ para ex-formandos, este desconto é aplicado a formações com carga igual ou superior a 25 horas.

Como efetuo o pagamento?

Poderá efetuar o pagamento através de transferência bancária, cheque ou em dinheiro.

– Por Transferência bancária:
Banco BPI, NIB – 001.000.002.070.089.000.170 -, depois envie o comprovativo por email para a delegação escolhida, referindo o seu nome, telefone, curso e modalidade de pagamento.

– Por Cheque: à ordem de CEFAD – Formação Profissional, Lda

– Em dinheiro: ao balcão

Há cursos financiados no CEFAD?

Os cursos no CEFAD são financiados pelos próprios. 

Cursos

Que cursos são leccionados no CEFAD?

O CEFAD tem os seguintes cursos:

– Escola de Desporto e Fitness:
+ Cursos de formação para quem é detentor da Cédula de DT ou PROCAFD ou para quem realizar os cursos a título de enriquecimento pessoal ou profissional.
+ Cursos de formação inicial: deixaram de se realizar desde 3 de outubro de 2011 ao abrigo a legislação atual sobre as Cédulas de DT e PROCAFD, excepto nas àreas dos desportos da natureza

– Cursos de Terapia e Reabilitação – Massagem:
+ Cursos de formação inicial para quem pretende iniciar a sua formação na área. É o curso de Quiromassagem com 100 horas de duração, entre outros.
+ Cursos de formação contínua para quem já tem formação anterior na área. São cursos de carga horária variável.

 

Saídas Profissionais e Carteiras Profissionais

Quais as saídas profissionais para quem faz um curso no CEFAD?

Quem faz um curso no CEFAD poderá vir a trabalhar em ginásios, academias, healthclubs, piscinas, câmaras municipais, juntas de freguesia, clubes desportivos, associações desportivas, condomínios, hotéis, etc.
Pode trabalhar ainda como independente, quer na área do desporto, quer na área da massagem.

Como instrutor do CEFAD posso ser responsável técnico ou coadjuvante num ginásio ou piscina?

A Responsabilidade Técnica em Instalações Desportivas está enquadrada pelo Decreto-Lei n.º 271/99 de 1 de Outubro revogando o Decreto-Lei n.º 385/99 de 28 de Setembro.

Neste diploma (DL 271) pode ler-se:

Artigo 7.º
Formação
1. O DT deve ser titular do grau de licenciado na área do Desporto ou da Educação Física.
2. Sem prejuízo do disposto no número anterior, o DT deve frequentar acções de formação contínua durante o período de validade da sua inscrição.

Artigo 8.º
Inscrição
1. É obrigatória a inscrição de um DT junto do Instituto do Desporto de Portugal, I. P. (IDP, I. P.), para a realização das actividades desportivas abrangidas pelo presente decreto-lei.
2. A inscrição é feita em registo próprio organizado pelo IDP, I. P.
3. A inscrição é requerida pela entidade que promove as actividades físicas e desportivas, nas quais o DT pretende exercer as suas funções.
4. Na inscrição devem constar os seguintes elementos:
a) Identificação do DT;
b) Formação contínua de que é titular;
c) Certificado referido no artigo 11.º;
d) Indicação da actividade ou actividades físicas e desportivas, bem como da instalação desportiva, em que o promotor das actividades desportivas pretende que o DT venha a exercer as respectivas funções.

Artigo 9.º
Validade e renovação da inscrição
1. A inscrição do DT tem a validade de cinco anos, devendo ser renovada, findo este prazo, mediante a indicação de elementos novos em relação aos previstos no n.º 4 do artigo anterior.
2. A renovação da inscrição do DT implica, obrigatoriamente, a frequência de acções de formação contínua de actualização técnica e científica, como tal reconhecidas pelo IDP, I. P.

Artigo 10.º
Recusa e cancelamento da inscrição
1. É recusada a inscrição do DT que não dispuser, nos termos do presente decreto -lei, de formação adequada titulada pelo certificado referido no artigo 11.º
2. Quando o DT deixar de exercer as funções objecto de inscrição, a entidade que requereu ou o próprio devem, no prazo de 15 dias contados a partir dessa data, requerer junto do IDP, I. P., o cancelamento da sua inscrição.
3. A inscrição é, igualmente, cancelada, quando se verifique a violação dos deveres constantes do artigo 6.º

Artigo 11.º
Emissão do certificado
Para efeitos da emissão do certificado de DT, pelo IDP, I. P., devem ser apresentados os seguintes documentos:
a) Requerimento, mencionando a instalação desportiva na qual o candidato pretende exercer funções;
b) Documentos de habilitação comprovativos de:
i) Titularidade do grau de licenciado na área do Desporto ou da Educação Física;
ii) Titularidade de quaisquer outros graus académicos, ou formações não conferentes de grau com relevo para a respectiva pretensão;
iii) Ter sido beneficiário de licença anterior, se for o caso.

Artigo 12.º
Identificação
Em cada instalação desportiva devem ser afixados, em local bem visível para os utentes, a identificação do ou dos DT e o horário de permanência daquele ou daqueles na mesma.

Transferências, Devoluções e Cancelamentos

Informações

– A inscrição nas acções de formação, por parte dos formandos só será validada mediante a apresentação dos documentos, BI, nº de contribuinte, fotografias, formulário de inscrição e pagamento da mesma;

– A formalização da inscrição dará lugar à celebração de um contrato entre o CEFAD e o formando(a), que deverá ser entregue no primeiro dia de formação.

– Não havendo um número mínimo de 10 formandos, o CEFAD não se obriga a iniciar a formação nas datas indicadas.

– O prazo máximo de início do curso é de 90 dias após a 1ª data de divulgação, período após o qual o CEFAD poderá anular a realização da turma.

– Em caso de desistência o formando receberá 80% do valor da inscrição, se a mesma ocorrer antes da data de início das ações de formação, e receberá 50% do valor da inscrição se a mesma ocorrer até trinta dias após o início das acções de formação; em qualquer dos casos, o formando deverá devolver o material didáctico recebido em bom estado de conservação, não tendo direito a que lhe seja devolvido o montante das mensalidades já pagas.

– O pedido de transferência de turma deverá ser sempre solicitada por escrito ao Coordenador do CEFAD e fica sujeita a autorização em função dos motivos apresentados e ao pagamento de 75,00€, de modo a congelar o investimento feito no curso até à data.

Formadores

Quem lecciona os cursos no CEFAD?

Todos os cursos e acções organizados pelo CEFAD são lecionados por profissionais que trabalham no mercado de trabalho do curso de formação que lecionam, tendo ainda formação académica e/ou profissional adequada para o efeito. Todos os formadores do CEFAD têm também o Certificado de Competências Pedagógicas (CCP), tal como exige a DGERT.

Como posso tornar-me um formador do CEFAD?

Pretende candidatar-se a formador do CEFAD?
Deve enviar o seu Curriculum Vitae para a delegação de interesse.

Para ser formador do CEFAD é obrigatório: ter o CPP, enviar o seu Curriculum Vitae, referir área de formação, só assim responderemos.

Manuais e documentação de apoio

Os cursos incluem manual?

Os cursos do CEFAD incluem a oferta do manual e/ou da documentação de apoio em suporte digital.